sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Aos preguiçosos, vergonha na cara


Para viver o cristianismo, de acordo com todos os relatos bíblicos, é necessário uma busca intensa por santidade pessoal. A santificação nunca foi uma matéria opcional, que um crente pode ou não cursar. Também não é uma especialização exigida de uns poucos discípulos. Em vez disso, é um pré-requisito ordenado de todos os cristãos. A piedade é um estudo vitalício, pois ninguém se forma na escola de Cristo desde lado do céu.

O progresso na santidade pessoal é absolutamente crucial. A Bíblia diz: "Segui... a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor" (Hb 12.14). Em outras palavras, o caminho que conduz ao céu deve conduzir primeiro à santidade. Jesus disse: "Bem-aventurados os limpos de coração, por que verão a Deus" (Mt 5.8). O crescimento na piedade marca todos quantos estão no caminho estreito que conduz à vida.

Não há dúvidas de que essa busca precisa de autodisciplina. O apóstolo Paulo escreveu: "Mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado aos outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado" (1 Co 9.27). Nos jogos antigos, um atleta que não satisfizesse as exigências básicas de treinamento não poderia, de modo algum, tomar parte neles e, muito menos, ganhar a coroa. Da mesma forma, o crente que deixa de "esmurrar o seu corpo" e conduzi-lo à submissão é colocado para fora da corrida. Se alguém falha em exercitar o domínio próprio, perde o prêmio.

O apóstolo não está dizendo que um crente assim, sem disciplina, perderá a salvação, pois tal coisa é impossível. As Escrituras afirmam claramente e eterna segurança do crente. O discípulo sem disciplina perde a alegria pessoal, o poder espiritual e, finalmente, a recompensa eterna (1 Co 3.15). Para ganhar o prêmio, é preciso que todos nós, crentes, "desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta" (Hb 12.1). Simplificando, "não há benefício sem sacrifício".


À luz dos ensinos bíblicos, é espantosa a grande quantidade de crentes professos que são negligentes quanto à autodisciplina necessária para o crescimento na piedade.


VOCÊS QUE SÃO PREGUIÇOSOS NAS COISAS ESPIRITUAIS, TENHAM CUIDADO!

Steve Lawson - As firmes resoluções de Jonathan Edwards

Nenhum comentário:

Postar um comentário