domingo, 17 de abril de 2011

Como descubro na Bíblia o que devo fazer?

O fato da vontade de Deus estar revelada nas Escrituras não quer dizer que a Bíblia seja um manual cheio de regrinhas para a nossa vida, através do qual possamos encontrar sempre uma regra explícita para a nossa situação específica. Não. A Bíblia, como temos visto, sendo fonte e norma de todo o conhecimento e prática cristãs, nos apresenta os princípios de Deus que se adequam a todas as nossas necessidades, em quaisquer épocas e circuntâncias. Todavia, a Bíblia não é um livro mágico, através do qual exercitamos a nossa "sorte espiritual" abrindo-o ao acaso, e procurando saber qual a vontade de Deus para a nossa vida em determinada situação, mediante o texto que o nosso dedo ("sensor espiritual") apontar.

Sem dúvida, precisamos conhecer a vontade de Deus, mas isto fazemos lendo e meditando na Sua Palavra, fazendo-o com discernimento, com entendimento. É isto que Paulo recomenda à Igreja de Éfeso: "... Vede prudentemente como andais, não como néscios, e, sim como sábios, remindo o tempo, por que os dias são maus. Por esta razão não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor" (Ef 5.15-17).

Paulo estimula a Igreja a usar positivamente a sua capacidade de raciocínio a fim de compreender a vontade de Deus; de aplicar à sua existência os ensinamentos de Deus.

Herminsten Maia

* imagem retirada de: http://bioterapeutaju.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário